São simples sopros que libertam pequenas palavras que me habitam

11
Fev 08
Escalo a montanha onde te soltei.
No mesmo lugar, onde quebrei a corrente, observo a tua marca que me toca...mesmo distante. Fecho os olhos, estendo os braços e a brisa revela-me a tua presença. Sinto a força das tuas palavras, relembro ósculos passados, vejo os rodopios de abraços dados.
 
Reparo, que apesar de nevar, as flores emergem e florescem. Os pássaros aproximam-se, os animais despertam. Imensa vida, e não a tua.
Permites que eu sinta, mais do que mereço ou pretenda.
 
 
 

autora: eu mesma

 
soprado por soprosdemar às 22:12

comentário:
Sentimento puro de amor...Um verdadeiro hino
vera a 12 de Fevereiro de 2008 às 00:09

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29


PREMIOS
sopros passados
mais sobre mim
pesquisar sopros
 
links
sopros passados