São simples sopros que libertam pequenas palavras que me habitam

25
Fev 08
Se algum dia...
Alguém te fizer sorrir,
Corar,
Tremer,
O coração bater,
Não a soltes.

Se algum dia...
A simples lembrança de um beijo
Despertar sentimentos secretos,
Vibrações físicas
E súbitas invasões,
Não a soltes.

Se algum dia...
Aquela flor te recordar,
Uma expressão inesquecivel,
Um oásis real
Que anseias e emociona,
Como perfume que te envolve,
Não a soltes.

Se algum dia...
As curvas da vida transportarem
Pontos sensiveis,
Palavras sentidas,
Momentos inquebráveis
Mesmo que repentinos,
Não a soltes.

Se algum dia...
A suavidade daquele gesto,
Aquecer numa tarde de Inverno.
A luz da lareira iluminar
As tristes manhãs cinzentas,
Não a soltes.

Segura quem te faz sorrir,
Abriga quem te faz vibrar,
Abraça quem sempre te recebe
Não soltes quem te sente.
 

 

autora: eu mesma

 

soprado por soprosdemar às 00:19

comentários:
Solte sempre os sentimentos nas palavras..adoro le-las
a 26 de Fevereiro de 2008 às 23:47

"Se algum dia...
Alguém te fizer sorrir,
Corar,
Tremer,
O coração bater,
Não a soltes."

Isto acontece-me todos os dias...
Sleepyhead a 12 de Março de 2008 às 16:03

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29


PREMIOS
mais sobre mim
pesquisar sopros
 
links
sopros passados