São simples sopros que libertam pequenas palavras que me habitam

11
Fev 08

Porque sou assim...


 

Não entendo o passado,


 

Vivo entrelinhas


 

Ao permanecer calado.


 

Há tanto para refazeres,


 

Neste mundo que me esqueceu.


 

Lágrimas e desprazeres


 

Em mim...em que tudo renasceu!


 

As estrelas desapareceram


 

Tal como os pirilampos deixaram de brilhar,


 

No momento da despedida.


 

Resta-me apenas a partilha de um luar!
 
 
 
 

autora: eu mesma


 

 
soprado por soprosdemar às 22:09

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29


PREMIOS
mais sobre mim
pesquisar sopros
 
links
sopros passados