São simples sopros que libertam pequenas palavras que me habitam

09
Fev 08


Há palavras que dizem mais que gestos vazios.
Há palavras que escondem vontades.
Há palavras que mascaram sentimentos.
Há palavras que são como espinhos,
Outras como leves penas.


Há palavras que disfarçam as emoções.
Há palavras que sossegam lágrimas.
Há palavras que revelam sorrisos submersos.
Há palavras que destacam olhares,
Outras que beijam.

Há palavras que nos acariciam.
Há palavras que ofendem.
Há palavras que nos abençoam.
Há palavras que aquecem,
Outras que nos gelam.

Há palavras que sussurram.
Há palavras que brilham.
Há palavras que esquecemos.
Há palavras que libertam,
Outras que aprisionam.


Há palavras enevoadas.
Há palavras ternurentas.
Há palavras sentidas.
Há palavras que julgam,
Outras que perdoam.

Há palavras soltas.
Há palavras sem destino.
Há palavras obscuras.
Há palavras de amor,
Outras de saudade.

Há palavras de melodia.
Há palavras de gratidão.
Há palavras de justiça.
Há palavras.... pelas quais me dou!
 
 
 

autora: eu mesma



 
soprado por soprosdemar às 21:21

comentário:
Lindo!
Sleepyhead a 12 de Março de 2008 às 16:06

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29


PREMIOS
mais sobre mim
pesquisar sopros
 
links
sopros passados