São simples sopros que libertam pequenas palavras que me habitam

06
Fev 08

Preciso de sóis a circunscrever-me, de tempestades para me levarem e de ciclones para me rejuvenescerem.

Preciso de neblina para encobrir o desejo de ser mais luz.

Preciso de não ser semelhante ás outras rosas de teu jardim.

Preciso... mas não sou.


Neste meu trilho, um novo caminho surgiu e vou escolhe-lo mesmo que murche um pouco. Às vezes isto sucede, quando não recebemos nem um pedaço do que damos, quando não se sente o que realmente se confessa ou nada se faz para nos alegrar.


Preciso de sopros de esperança, alegria, ternura, carinho, aventura, solidariedade, respeito, consideração e sinceridade... simplesmente porque mereço por cada palavra de apoio que solto, por cada gesto que faço, por cada parte de mim que dou.


Preciso de girassóis...

soprado por soprosdemar às 23:06

comentário:
ofereço-lhe um girassol, porque me ofereçeu um a mim sem o saber. por favor continue
tania a 7 de Fevereiro de 2008 às 16:32

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29


PREMIOS
mais sobre mim
pesquisar sopros
 
links
sopros passados