São simples sopros que libertam pequenas palavras que me habitam

27
Mai 08
Uma gota de água repousa na tua face. Reflecte o brilho da tua pele macia e emana a carícia da tua voz. No seu interior, transporta singelas estrelas que demarcam o estreito caminho pela imensa floresta. Ao fundo, austeras pirâmides alinham-se como certezas momentâneas. Robustas palmeiras, tranquilamente abraçam o sol e protegem pequenas formigas que se refrescam na sua sombra.
De raízes firmes, como esperança nos sonhos, rosas baloiçam ao som do ar libertando pequenas pétalas que iluminam ruas escuras.
 
 
 
Nesse pequeno mundo, germinam soluções e apagam-se desesperos.

 
A frágil gota de àgua, desliza contornando tuas linhas, deixando sementes de afectos... que anseiam apenas por uma tempestade para florescerem.

 

 

 

 

autora: eu mesma

soprado por soprosdemar às 22:59

Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


PREMIOS
sopros passados
mais sobre mim
pesquisar sopros
 
links
sopros passados