São simples sopros que libertam pequenas palavras que me habitam

28
Nov 08

imagem retirada da net

 

Com o calor do ser

Despertas tu, simples mortal

Ainda repousavas serenamente

E agora, acordado neste vendaval.

Da inundação renasces

Leveza e suavidade.

Simples gota translúcida

Com mito de eternidade.

Contas estrelas como

Se um mapa traçasses

Direita ou esquerda?

Escolheste... Falhaste!

Como num Julho escaldante,

Em repouso suspiravas

Tempo estagna

Por adormecer apelavas.

 

autora: euzinha, escrito em 3.12.2004

soprado por soprosdemar às 09:00
música: La luna - Il Divo

comentário:
Obrigado poe me adicionares. Parabéns pelo blog. Voltarei....
ide!as a 5 de Dezembro de 2008 às 20:39

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
29

30


PREMIOS
mais sobre mim
pesquisar sopros
 
links
sopros passados